quarta-feira, 1 de julho de 2009

Requerimento entregue no tribunal... e ambições da CMO

Hoje, ao fim da manhã, entregámos um requerimento no tribunal a dar nota do desrespeito pelas determinações do Meretísimo Juiz no contexto da providência cautelar e a solicitar que os responsáveis fossem multados em consequência. Vamos aguardar com serenidade o desfecho deste processo.

Por outro lado, a comunicação social tem vindo a fazer eco da alegada ambição da Câmara Municipal de Oeiras a gerir os terrenos do CDJ. Que fique bem claro que somos totalmente contrários a tal possibilidade. Os terrenos em causa são terrenos públicos geridos centralmente há anos, sendo nós da opinião que tal se deve manter. Estamos a falar do ESTÁDIO NACIONAL, pesem embora as sucessivas alterações de nome que nos têm querido impor...

Os demandos dos actuais gestores desses terrenos (num vale tudo inqualificável) não podem ser pretexto para passar os mesmos para gestão camarária.

Por outro lado, se a CMO está assim tão preocupada com a situação no CDJ, conviria que assumisse as suas responsabilidades e cumprisse os seus deveres, embargando efectivamente a obra, em vez de continuar a fechar os olhos. Já tendo admitido formalmente que não existe nenhum processo de licenciamento, só lhe resta fazer uma coisa: embargá-la.

1 comentário:

  1. Caríssimos, parabéns pelo trabalho que têm vindo a desenvolver.

    Cumprimentos,

    Tiago

    ResponderEliminar