segunda-feira, 20 de julho de 2009

Risco de incêndio

Dando eco às denúncias que nos chegaram e ao que nós próprios pudemos observar ontem na colina por trás da FMH, estamos chocados com a carga de material combustível que foi deixada depois da suposta "limpeza" da mata naquela zona! Já nos disseram que a mesma situação se repete em Linda-a-Velha.

Existem montes de ramos secos encostados a pinheiros, prontos a arder! Até parece que é de propósito...

Um utilizador do Estádio Nacional alertou os serviços camarários competentes. Estes, por sua vez, indicaram ao IDP que tinha de resolver a situação, mas semanas depois está tudo na mesma.

Vamos tentar saber melhor quem pode resolver este problema. Como está, a mata arde que nem um fósforo ao primeiro problema... Será que ninguém dos responsáveis pela gestão do CDJ foi ver como ficaram as coisas, nem inspecccionar o trabalho dos empreiteiros? Que vergonha!

3 comentários:

  1. Isso... Venham para aqui dizer isso... Se já estão a tentar resolver o assunto contactando o IDP e a CMO porque é que vêm noticiar esta situação... Mas que "amigos"... Ainda aparece um alguém com objectivos menos próprios como no inicio deste mês..

    Era a mesma coisa que: "Só para avisar que deixei o carro aberto com a chave lá dentro na rua x"...

    Então e o estaleiro já descobriram ? Eu diria que é para as obras de reordenamento de trânsito naquela zona.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. Caro Diogo,

    O objectivo deste blogue é dar informações sobre tudo o que diz respeito ao Estádio Nacional. Evidentemente que o objectivo é chamar a atenção para uma situação potencialmente explosiva, criando uma consciencialização do problema junto dos utilizadores do espaço e de quem tem poderes para resolver a situação (nós não temos nenhuns, como deve calcular).

    A CMO e o IDP já foram alertados da situação em 18 de Maio por um utilizador do CDJ e nada foi feito. Nós alertámos hoje a Direcção Regional de Lisboa e Vale do Tejo da Autoridade Florestal Nacional.

    Na nossa opinião, não serve de nada esconder os assuntos ou fingir que estes não existem. Acharia melhor que estivessemos ao corrente do problema e não o divulgassemos? Por nós, quanto mais pessoas souberem do problema, melhor. Pode ser que assim se resolva.

    Não nos parece que alertar para a existência dum problema (que está por resolver há semanas e se tem agravado) seja equivalente a incentivar seja quem for a cometer um crime, como sugere. Se fosse assim, não havia comunicação social, nem blogues nem nada parecido. E a nossa liberdade de expressãso sofreria gravíssimas restrições!

    Quanto ao outro estaleiro, continuamos sem ter a mínima ideia do que possa ser porque não existe uma única placa no local, mais uma vez em clara violação da lei...

    ResponderEliminar
  3. Na mata em Linda-a-Velha, junto ao terreno contíguo ao hotel onde foram erradicadas as barracas, cortaram as árvores mortas e, há 2 ou 3 semanas, limparam o coberto mas as várias dúzias de pneus que lá existem desde o tempo em que ali funcionava uma oficina, - supostamente clandestina - e que foram deixadas nas duas últimas vezes em que o coberto foi limpo, por lá continuam assim como restos de construção civil, sucata vária e lixo diverso.
    De cada vez que limpam o coberto e deixam ficar os pneus envio um e-mail ao IDP de quem nunca recebi resposta.

    Os caminhos de 'pé posto' também estão em grande parte obstruídos com os restos das ramadas cortadas e não apanhadas.

    Amanhã passo por lá com a digital...

    IM

    ResponderEliminar