quarta-feira, 23 de setembro de 2009

É um mini-golfe!

Está resolvido o mistério das movimentações de terras na ilha da pista de canoagem! Ainda julgámos que era algum circuito de mini-crosse, a julgar pelos arruamentos, mas agora, com a instalação do percurso, vê-se que se trata de um mini-golfe.

O que virá a seguir? Daqui a pouco não sobra nem um centímetro por intervencionar radicalmente no vale do Jamor. Depois, como não há dinheiro para fazer a manutenção, como sucede nas piscinas e no circuito de manutenção, as coisas vão-se degradando e caindo no abandono...

No mini-golfe resta a consolação de que os buraquinhos podem ser aproveitados pelos patos para nidificar...

11 comentários:

  1. Qualquer dia mudam o nome para:

    Complexo de Golfe do Jamor.

    ResponderEliminar
  2. Caro Isildo,
    Pois é: já temos um mini-golfe e um projectado maxi-golfe (melhor, um mega-golfe), só fica a faltar um midi-golfe...

    ResponderEliminar
  3. Minigolfe e Feltgolf.
    Todos podem praticar a modalidade (dos 8 aos 80 anos)

    ResponderEliminar
  4. Cara Margarida,
    Obrigado pelo esclarecimento! Isso dá razão ao comentário do Isildo...Só fica a faltar o golfe radical!

    ResponderEliminar
  5. Qualquer dia, o Estádio Nacional (onde se joga a taça de Portugal)será destinado apenas a golfe.Uns milhares podem acompanhar as tacadas das bancadas.

    ResponderEliminar
  6. Sempre fiz BTT e caminhadas no Estádio Nacional de graça, mas por este andar qualquer dia vou ter de pagar só para entrar (aquilo já começa a parecer um parque de diversões), fora com essa gentinha que está a dar cabo do Grande Estádio Nacional.

    ResponderEliminar
  7. Pois é Paulo, tudo aponta nesse sentido: até já começaram a numerar as entradas. O passo seguinte deve ser pôr mais cancelas e portões... Parece que estão mesmo apostados em transformar o Jamor e a mata num "parque urbano", um misto entre um parque desportivo ultra-formal e formatado e uma feira popular. Para quando os carrocéis e as barracas de farturas?

    ResponderEliminar
  8. Não percebo o problema do mini-golfe, é uma actividade como todas as outras e dá para um bom serão.

    Se já existe Ténis, Futebol, Rugby, Piscinas porque não o mini-golfe não ocupa assim tanto espaço e é divertido.

    ResponderEliminar
  9. Caro Hoteloscopy,
    Não temos nada contra o mini-golfe ou o felt-golfe, da mesma forma que não temos nada contra o golfe. As únicas coisas que estão em causa são os locais escolhidos e a lógica adoptada para o Complexo Desportivo de Jamor, que é uma lógica de parque urbano com paisagem estereotipada, em detrimento da componente ambiental.

    ResponderEliminar
  10. de facto até dói o dinheiro que é esbanjado no Jamor. A última que notei são as cinco televisões LCD nas piscinas do jamor escandalozamente para nada. Lá estão todo o santo dia num espaço vazio tipo corredor debaixo das bancadas. Não são necessárias para nada e adicionalmente ninguém olha para elas.

    ResponderEliminar
  11. Caro DM,

    E isso enquanto a piscina olímpica continua num estado miserável...
    Obrigado pelo seu comentário!

    ResponderEliminar