quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Portões da Mata junto ao Solplay

Com a devida autorização do Oeiras Local (oeiraslocal.blogspot.com), reproduzimos uma notícia aí publicada recentemente:

"O portão da Mata do Jamor, no final da Av. Duque de Loulé, tem estado aberto desde o último "Estoril Open" permitindo trânsito que põe em risco a segurança dos peões numa zona desde sempre pedonal.

Uns "amigos da noite" que por ali abundam, há muito que vandalizaram a fechadura do portão e, segundo os empregados da mata e os da empresa que faz a segurança da mesma, o IDP - Instituto do Desporto de Portugal diz que não há euros para uma nova fechadura. Assim, além do trânsito dos que querem encurtar caminho desde a Estrada da Costa junto à entrada do court principal do Ténis, na Cruz Quebrada, há também os autocarros de cinquenta e tal passageiros que trazem crianças ao "Parque Aventura" e, perante a dificuldade da manobra na Carreira de Tiro, sobem a Av Duque de Loulé e invertem a marcha no cruzamento com a Av D. Pedro V.


Ontem de manhã, sábado, e provavelmente após muitas reclamações, o portão estava rudimentarmente fechado com recurso a uma braçadeira de plástico. Para não terem o trabalho de remover a terra que se foi acumulando no local onde o fecho é suposto descer, encostaram meia dúzia de pedregulhos de ambos os lados do portão. Pior ainda, fecharam à chave a pequena porta existente na metade do lado direito (sentido descendente) e que se destina à passagem dos peões.

Desta forma, quem se fizer acompanhar de um bebé num carrinho, uma criança numa cadeirinha, ou for portador de deficiência e se deslocar em cadeira de rodas fica impedido de entrar na Mata do Jamor. Do lado esquerdo do portão (sentido descendente) não há gradeamento mas a dificuldade do acesso para os casos acima referidos está documentada nas fotos. Aos outros, e em tempo de chuva quando o terreno fica enlameado, resta arregaçar as calças... ou usar galochas.

A PMO e a PSP de Miraflores - que contactei telefonicamente - informaram-me não poder aceitar a queixa. Segundo a agente da PMO a referida mata nacional é privada e a entidade gestora pode limitar o acesso, sic. Na PSP aconselharam-me comunicar a ocorrência à CMO."

Já depois da publicação desta notícia, a braçadeira plástica apareceu cortada, não se sabe por quem...

À Liga dos Amigos do Jamor custa a acreditar que o IDP não tenha uns míseros 10 ou 20 euros para pôr uma corrente com cadeado neste portão ou arranjar a fechadura, tendo em conta o dinheiro que tem sido gasto no Complexo Desportivo do Jamor. Seja como for, se a situação persistir, nós próprios compraremos e instalaremos a referida corrente com cadeado e entregaremos as chaves ao gestor do Jamor para pôr termo à devassa da mata e garantir a segurança dos seus utilizadores.

É triste, mas cada vez mais têm de ser os cidadãos a fazer o que compete ao Estado...

Sem comentários:

Enviar um comentário